29/05/2018

Greve dos caminhoneiros causa queda de 70% do movimento nas rodovias goianas

Mesmo com acordo firmado com o governo no domingo, a greve continua em 12 Estados e no Distrito Federal.

O movimento de veículos nas rodovias federais goianas caiu cerca de 70% em média nesta segunda-feira (28/5).

De acordo com levantamentos feitos pela PRF, na BR 060 e 364 na região sudoeste de Goiás, o movimento de veículos reduziu para de 60%.

Na BR 050, trecho que liga Catalão a Brasília, a redução estimada no final da tarde de ontem chegou a cerca de 70%.

A maior queda foi verificada ao norte do estado, na BR 153, quando os PRFs perceberam que a redução ficou em torno de 80%.

Além da paralisação dos veículos de cargas, os veículos de passeio também diminuíram, consideravelmente, em função da falta de combustíveis no postos localizados tanto nas áreas urbanas como nas áreas rurais.

9º dia de paralisação

Um acordo entre o governo e os caminhoneiros foi anunciado na noite deste domingo (27/5).

A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) chegou a pedir pelo fim da paralisação nesta segunda-feira (28/5).

Ainda assim a greve continua em 12 Estados e no Distrito Federal. Em Goiás, pelo menos 52 pontos continuam bloqueados nesta terça-feira (29/5).