06/06/2018

Agentes prisionais que facilitaram churrasco para Cachoeira são afastados

Os nomes dos três agentes plantonistas não foram divulgados.

Servidores da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), lotados no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, que facilitaram a entrada de carne, tomate e mandioca para o contraventor Carlos Augusto Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira, são afastados do cargo.

Os nomes dos três agentes plantonistas não foram divulgados. Além de determinar o afastamento deles, um processo administrativo para apuração dos fatos foi aberto pela DGAP.

O serviço de inteligência da DGAP constatou que, por volta de 18h30 da última sexta-feira (1/6), os agentes permitiram a entrada de um Corolla, placa PQW 2576, com cerca de quatro quilos de carne, dois quilos de tomate e dois quilos de mandioca.

Carlinhos Cachoeira, que recebeu os produtos, vai responder a um procedimento disciplinar. Ele cumpre pena por envolvimento em fraudes na Loteria do Estado do Rio de Janeiro, a Loterj.