04/07/2018

Governo assina autorização para início das obras de tratamento secundário da ETE Goiânia

Com valor de cerca de R$ 98 milhões, o investimento tem o objetivo de ampliar o sistema de esgotamento sanitário de Goiânia.

A Saneago, o Governo de Goiás e o Ministério das Cidades assinam nesta quarta-feira (4/7), na Estação de Tratamento de Esgoto Hélio Seixo de Britto, autorização para início das obras de implantação do tratamento secundário de esgoto da ETE Goiânia.

Com valor de cerca de R$ 98 milhões, provenientes do Orçamento Geral da União (OGU), o investimento objetiva a ampliação do sistema de esgotamento sanitário de Goiânia, incluindo a construção de seis tanques de aeração, quatro decantadores secundários, duas elevatórias de recirculação e duas centrífugas de adensamento de lodo, além de redes e ligações no Jardim Petrópolis.

Atualmente, a ETE Hélio Seixo de Britto realiza o tratamento primário quimicamente assistido, que atinge até 60% de remoção de carga orgânica. Com a obra de implantação do tratamento secundário, a remoção poderá alcançar índice de 90%.

O sistema é chamado de “tratamento por lodos ativados”. Trata-se de um processo biológico, que utiliza tanques com aeração artificial e decantadores secundários, bem como recirculação do lodo. Tudo para criar um ambiente perfeito para que os flocos de bactérias benéficas – naturalmente formadas no esgoto bruto e responsáveis por degradar a matéria orgânica solúvel (lodo ativado) – possam trabalhar a nosso favor, proporcionando uma alta qualidade do efluente final.

Fonte: