10/08/2018

Saúde de Goiás descarta confirmação de casos de sarampo no estado 

De 40 casos suspeitos, oito permanecem sob investigação.

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) informa que não foi confirmado nenhum caso de sarampo em Goiás. Até o momento, foram notificados 40 casos suspeitos. Desses, 32 foram descartados e oito permanecem sob investigação. No estado, a última notificação ocorreu em 1999.

A Campanha de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo, que começou no dia 6 de agosto, segue até o dia 31 em todos os municípios goianos. O “dia D” está marcado para o dia 18 deste mês. A meta é vacinar 364,6 mil crianças. No total, 11,2 milhões de crianças devem ser imunizadas em todo o Brasil.

O público-alvo da campanha são crianças de um ano a quatro anos, 11 meses e 29 dias.

Para a imunização, será administrada uma dose extra da vacina oral (gotinha) contra a poliomielite (VOP) em crianças que já tenham recebido uma ou mais doses da vacina injetável (VIP) ou até mesmo da VOP. Para a prevenção do sarampo será disponibilizada a vacina tríplice viral, que além do sarampo, protege também contra a caxumba e a rubéola.

Durante a campanha, Goiânia conta com 66 postos de vacinação espalhados por todas as regiões. Já Aparecida de Goiânia disponibiza 32 postos fixos, mais sete pontos estratégicos, que serão montados no município no D de vacinação.

Casos de sarampo no Brasil

Até a última segunda-feira (6/8), haviam sido registrados 1.100 casos confirmados de sarampo, sendo 788 no Amazonas e 281 em Roraima, segundo boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde.

Outros casos são considerados isolados em São Paulo (1), Rio de Janeiro (14), Rio Grande do Sul (13), Rondônia (1) e Pará (2). De acordo com o MS, cerca de 5.165 casos de sarampo ainda estão sob investigação no país.

Fontes: Goiás Agora, Agência Brasil e Ministério da Saúde