13/03/2019

Homem que estuprou enteada de 10 anos é preso em Itumbiara

O homem estava foragido desde o final de fevereiro deste ano, quando o crime ocorreu.

Policiais civis da Delegacia do município de Buriti Alegre cumpriram na última terça-feira (12/3), em Itumbiara, um mandado de prisão preventiva contra um homem de 42 anos acusado de ter estuprado a própria entrada de apenas 10 anos. Ele estava foragido desde o final de fevereiro deste ano, quando o crime ocorreu.

Conforme informações da Polícia Civil, o crime foi descoberto pela mãe da vítima. A mulher teria percebido que a criança foi vítima de estupro ao verificar que ela estava lesionada nas partes íntimas. O padrasto, na época, fugiu de casa sem levar nenhum pertence. Os policiais chegaram a fazer buscas pelo suspeito em Hidrolândia e Aparecida de Goiânia, mas só ontem ele foi localizado.

O homem, identificado somente pelas iniciais A. L. G. responderá, segundo a polícia, pelo crime de estupro de vulnerável, que prevê pena de 8 a 15 anos de reclusão. A pena ainda pode ser aumentada pela metade, caso condenado, por se tratar de padrasto da vítima.

Ele foi recolhido ao presídio regional de Sarandi e agora está à disposição do Poder Judiciário de Buriti Alegre.

Além de caso de Itumbiara, crime de estupro chocou população em Águas Lindas de Goiás

No início do mês (6/3), o corpo de uma jovem de 18 anos foi encontrado dentro de uma cisterna, no município de Águas Lindas de Goiás. A jovem foi sequestrada, estuprada e morta na noite de terça-feira (5/3) por quatro homens, quando voltava sozinha de uma festa.

Conforme relatado pela família de Rafaela Martins Cardoso à polícia, a jovem, que morava no Setor Águas Bonitas II, em Águas Lindas de Goiás, estava em uma festa com seu namorado quando decidiu voltar sozinha para casa, na noite de terça-feira. Ainda segundo a polícia, nas imediações do Posto Ponteio, no Setor 06, Rafaela foi abordada por quatro indivíduos em um Ford/Escort.

Um dos suspeitos, preso na ocasião, disse à polícia que a princípio eles queriam apenas assaltar a jovem, mas resolveram levar Rafaela para estuprarem-na. Ainda segundo o suspeito, usando cadarços e um cinto eles acabaram enforcando a moça, que perdeu a consciência devido à asfixia.

Vendo que Rafaela não acordava, os bandidos resolveram jogar a moça de cabeça para baixo dentro da cisterna. No dia seguinte, familiares e amigos começaram uma campanha na internet procurando por ela.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online