14/03/2019

Bandidos aproveitam portão aberto de condomínio, invadem e fazem reféns, em Águas Claras

Três mulheres, uma menina de 10 anos, e um menino de 2 ficaram por cerca de uma hora sob poder dos assaltantes.

Uma família inteira, assim como os funcionários da residência, viveram momentos de terror na última quarta-feira (13/3) em um condomínio fechado no município de Águas Claras, região de Brasília. Aproveitando-se do portão aberto do condomínio, três ladrões adentraram o local e invadiram uma residência onde estavam os moradores.

O caso ocorreu por volta das 10h20 de ontem na Quadra 5 do Park Way, em Águas Claras. Conforme informações de um veículo local, três mulheres, uma menina de 10 anos, e um menino de 2 ficaram por cerca de uma hora sob poder dos assaltantes que conseguiram entrar no condomínio fechado.

Os bandidos estavam armados cada um com uma faca quando invadiram a residência e anunciaram o assalto. Já dentro da casa e tendo rendido os que lá estavam, os homens trancaram as funcionárias (a empregada, a babá e uma cuidadora de idosos) no closet, com as duas crianças, que são irmãs.

Logo em seguida, o trio fugiu em um Hyundai HB20 preto com cinco televisores, quatro relógios, várias joias e outros pertences pessoais da família, como bonés e celulares.

Ainda conforme o veículo local, na casa residem uma total de 11 pessoas, mas, no momento do crime, só estavam em casa as funcionárias, além da menina e do menino. Durante o assalto, a babá, de 23 anos, conseguiu esconder o celular na roupa e avisar um dos moradores por mensagem. Ela conta que os três bandidos entraram na casa, subiram as escadas e arrombaram a porta de um dos quartos. Segundo ela, o assalto durou cerca de uma hora.

Agentes da 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul) estiveram no endereço, além de integrantes do Instituto de Criminalística e da Polícia Militar. A equipe conseguiu imagens da fuga dos suspeitos por meio de uma câmera instalada em uma das casas.

Bandidos aproveitaram portão aberto no condomínio em Águas Claras para realizar o assalto

Ainda segundo adiantado pelo jornal local, há oito casas no condomínio, mas três estão desocupadas. A guarita passou por reforma e ficou pronta no fim do ano, ma ainda não há vigilante na entrada.

Cada morador tem um controle remoto do portão, e por causa da obra finalizada recentemente, não houve tempo de instalar câmeras de segurança. Segundo os donos da casa assaltada, os ladrões acessaram o condomínio de carro pela entrada principal. Por causa de um imóvel em construção, os pedreiros costumam deixar o portão aberto para facilitar a entrada e a saída de caminhões e equipamentos.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online