12/04/2019

Motorista de app morre após ser baleado pelas costas em briga de trânsito em Brasília

O suspeito fugiu do local e está foragido.

Uma briga de trânsito em Brasília resultou na morte de um jovem de 22 anos, após ele levar quatro tiros pelas costas na noite da última quinta-feira (11/4), em Itapoã. O jovem era motorista de app e teria batido na lateral do carro do suspeito do crime, que dirigia o carro da irmã e fugiu do local.

Conforme um jornal local, Felype Anderson de Sousa era motorista de aplicativo, mas não se sabe se ele estava a trabalho quando o crime ocorreu. Ele teria batido na traseira do veículo do suspeito, identificado pela polícia como Alessandro Guerra Barros, de 27 anos, por volta das 21h de ontem. Após uma discussão entre os dois, em que os dois, exaltados, chegaram a trocar empurrões, Felype deu as costas para ir embora. Alessandro, então, sacou a arma e disparou pelo menos quatro vezes contra o rapaz.

Ainda a um veículo local, a sobrinha do suspeito, uma adolescente de 16 anos, estava no carro dele no momento do crime e deu sua versão à polícia. Ela contou que Felype estava fazendo baliza para estacionar na via. Alessandro, segundo ela, tentou passar e acabou atingindo a lateral do carro. Ele parou um pouco mais a frente para ver se tinha danificado a lataria, quando Felype teria, conforme ela, aparecido muito alterado.

Ela confirmou que, após o bate-boca, no momento em que Felype se virou para ir embora, Alessandro efetuou os disparos na direção da vítima, que caiu no chão. Felype chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) até o Hospital Regional do Paranoá, mas morreu antes mesmo de receber atendimento médico.

Suspeito de ter matado motorista de app pelas costas em briga de trânsito em Brasília está foragido

Todo o evento aconteceu na Avenida Comercial, altura da entrequadra 45/456, por volta das 21h, em Itapoã, região de Brasília. Segundo a polícia, o suspeito dirigia o veículo da irmã e fugiu do local. Ele teria ido para casa, devolvido o carro e escapado de bicicleta.

Na casa da sogra do suspeito, os militares apreenderam uma pistola cabrile .380, com munição, que teria sido usada no crime, segundo a corporação informou a um jornal local.

Na noite de ontem, a PM informou que faria diligências para prender o suspeito. No entanto, o homem continua. O suspeito é casado e tem uma filha de um ano. No momento do crime, ele estava na companhia apenas da sobrinha. Ele teria dito a familiares que não vai se entregar.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online