SORTILÉGIO

Uma história de enganos e traições, onde o ódio que Bruno sente por seu meio irmão, Alessandro, o leva a planejar sua morte só para se tornar herdeiro de sua fortuna. Maria José é uma jovem simples, que espera com ilusão o dia de seu casamento com Alessandro Lombardo, sem suspeitar que seu “Alessandro” é na verdade Bruno, meio-irmão de Alessandro. Bruno planeja algo terrível: se casar com Maria José, utilizando o nome de Alessandro e depois matá-lo, para que sua jovem “viúva” herde sua fortuna e, como tem certeza que ela o ama, a convencerá a lhe dar todo o dinheiro. Alessandro sofre um terrível acidente e é dado como morto, mas na verdade é resgatado por camponeses que salvam sua vida. Certo de que obteve êxito em seu plano, Bruno finge ter encontrado a certidão de casamento de Alessandro e Maria José. Bruno volta ao povoado, conta a verdade para o pai de Maria José e sob ameaça o obriga a aceitar ser seu cúmplice. Depois tenta convencer Maria José, que está em estado de choque com o engano, a repartir a herança, mas ela se assusta e foge. Bruno vai atrás e exige que volte, ameaçando denunciar seu pai à polícia. Alessandro retorna para casa e não se lembra de sua “suposta” esposa, mas atribui a amnésia ao acidente. Ele se encanta com Maria José e tenta se lembrar do relacionamento que houve entre eles. Maria José percebe que está se apaixonando por ele e sua consciência não a deixa em paz.