10/10/2019

Mulher é presa por aplicar golpes de mais de R$ 115 mil em moeda digital, em Goiânia

Com a promessa de altos ganhos em curto prazo, os clientes faziam o investimento de suas economias e bens.

A Polícia Civil concluiu as investigações sobre um caso de estelionato e uso de criptomoeda. No caso, uma mulher foi presa por aplicar golpes de mais de R$ 115 mil em moeda digital, em Goiânia.

De acordo com a Polícia Civil (PC) de Caldas Novas, que finalizou as investigações, Sttefanny Cristina Lopes, de 24 anos, seria a responsável por um esquema de transações de Bitcoins, que é uma moeda digital.

Conforme as investigações, a mulher ofertava o investimento virtual para clientes em Caldas Novas. Como a modalidade não é regulamentada por autoridade financeira, Sttefanny realizava as transações.

Como eram aplicados os golpes de mais de R$ 115 mil em moeda digital

Com a promessa de altos ganhos em curto prazo, os clientes faziam o investimento de suas economias e bens, além de induzirem amigos e parentes a fazerem a mesma aplicação, aumentando a clientela de Sttefanny, que é corretora.

As investigações apontaram que a investigada conseguiu um lucro de mais de R$ 115 mil com os golpes aplicados, causando um grande prejuízo aos investidores, que não conseguiram nem a restituição do dinheiro aplicado.

Após a confirmação do crime, além da necessidade e urgência de afastamento da investigada, foi representado o pedido do mandado de prisão preventiva de Sttefanny. Conforme a investigação, ela obteve pra si, mediante ardil, vantagem ilícita, prometendo lucro fácil e rápido para seus clientes, o que jamais aconteceu, configurando o crime de estelionato.

Como parecer favorável do Ministério Público de Goias, que solicitou o bloqueio dos bens da investigada, a Justiça acatou as solicitações e decretou a prisão de Sttefanny, além do bloqueio dos bens.

A estelionatária foi localizada e presa nesta quinta-feira (9/10) pelos agentes da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), onde também tramita um procedimento investigatório contra ela.

Após o interrogatório, a mulher foi encaminhada para o presídio, onde se encontra à disposição do Poder Judiciário.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online