11/10/2019

Após 7 anos, filha relata estupro sofrido pelo pai ao passar por retiro religioso

A adolescente relatou que os abusos começaram quando ela tinha apenas 9 anos.

A Polícia Civil (PC) prendeu um homem suspeito de abusar sexualmente da própria filha, em Águas Lindas de Goiás, a 204 quilômetros de Goiânia, na região Leste do Estado. Após sete anos, a filha relatou o estupro sofrido pelo pai ao passar por retiro religioso.

Os policiais da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Águas Lindas, sob coordenação da Delegada Ana Hasegawa, deram cumprimento ao mandado de prisão preventiva, na última quarta-feira (9/10), contra Francisco das Chagas Braga Silva pela prática de estupro de vulnerável.

De acordo com a PC, Francisco teria cometido abusos sexuais contra sua própria filha, que atualmente tem 16 anos. A adolescente relatou que os abusos começaram quando ela tinha apenas 9 anos.

Ainda em relato aos agentes, a adolescente disse que decidiu contar o que acontecia após participar de um retiro religioso, onde ouviu relatos de outras vítimas que passaram por crimes semelhantes.

Diante dos relatos da adolescente, foi expedido um mandado de prisão, pela 2ª Vara Criminal de Águas Lindas, contra o indiciado, que foi preso e encaminhado para o presídio local, onde se encontra à disposição da Justiça.

Além do caso da filha que relatou estupro sofrido pelo pai ao passar por retiro religioso, pai estupra filha e enteada de 13 anos, em Valparaíso

Um homem foi preso suspeito de estuprar filha e enteada, ambas de 13 anos, em Valparaíso, a aproximadamente 191 quilômetros de Goiânia. O mandado de prisão foi cumprido no dia 13 de setembro.

De acordo com a Polícia Civil, as investigações começaram em agosto para apurar um suposto abuso sexual contra sua enteada, uma adolescente de 13 anos.

O padrasto vinha abusando há cerca de oito meses da adolescente, ele utilizava de graves ameaças para cometer os abusos e dizia que ia castigá-la. Os abusos eram cometidos dentro da casa onde eles moravam.

As investigações ainda apontaram uma outra vítima, com os elementos colhidos chegaram a conclusão de que seria a própria filha do autor, que também tem 13 anos.

Os policiais civis da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Valparaíso de Goiás cumpriram os mandados de prisão temporária e busca e apreensão contra o suspeito. Ele ainda responde pelo crime de violência doméstica e de descumprimento de medidas protetivas de urgência. Ele foi preso e está no presídio de Valparaíso à disposição do Poder Judiciário.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online