11/10/2019

Torcedores autores de ameaças contra presidente do Goiás são identificados

Os torcedores estariam insatisfeitos com a atuação do time esmeraldino no campeonato brasileiro e passaram a ameaçar Marcelo Almeida, presidente do clube.

A Polícia Civil, através da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), anunciou nesta sexta-feira (11/10) identificou dez torcedores que estavam enviando mensagens com ameaças para o presidente do Goiás Esporte Clube, Marcelo Almeida. Os torcedores estariam insatisfeitos com a atuação do time esmeraldino no campeonato brasileiro e passaram a ameaçar Almeida.

A Delegacia atribuiu aos dez indivíduos que foram identificados a autoria dos crimes de ameaça e apologia a prática de crimes, praticados contra, além do presidente do time, também contra um dos Diretores do Goiás Esporte Clube.

Conforme informações da Polícia Civil, os dez torcedores identificados enviaram mensagens ameaçando a integridade física e a vida de Marcelo Almeida e de um dos Diretores do clube, e ainda, incitaram os demais torcedores a praticar danos contra o patrimônio do Goiás, bem como a praticarem atos de vandalismo em vários locais da capital goiana.

Os crimes, de acordo com a polícia, teriam sido motivados pela intenção de demonstrarem a insatisfação pela atuação do time de futebol no campeonato brasileiro, que atualmente está na 10ª posição do Brasileirão Série A.

Marcelo Almeida, que preside o clube, foi aclamado presidente do Goiás para o triênio 2018-2020 em dezembro do ano passado. Em eleição com chapa única, o dirigente garantiu mais três anos no cargo. O pleito ocorreu na Serrinha, sede do clube.

Crime de ameaça praticados por torcedores contra o presidente do Goiás foram comprovados

A polícia ainda adianta que os crimes estão devidamente comprovados pelas mensagens virtuais que foram recebidas pelas vítimas e as condutas estão devidamente individualizadas, sendo que cada torcedor identificado deve arcar “com a responsabilidade de seus atos criminosos”.

Dentre os torcedores identificados pela DERCC encontram-se moradores de Goiânia, Aparecida de Goiânia e Caldas Novas, sendo que o Inquérito Policial será concluído e remetida uma cópia para o Poder Judiciário de cada uma das três cidades citadas.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online