08/12/2019

Homem é preso com R$ 10 mil em notas falsas ao tentar pagar motorista de app, em Rio Verde

Com o suspeito ainda cartões de banco em nome de terceiros, carteira de trabalho também em nome de terceiros, um pote com pó branco não identificado e um passaporte em nome do autor.

Um homem foi preso neste sábado (7/12) com mais de R$ 10 mil em notas falsas fazer ao tentar pagar um motorista de app, no Jardim Goiás, em Rio Verde.

Durante patrulhamento na região, um motorista de app acionou a Polícia Militar e relatou que o passageiro tentava passar uma nota de R$ 100,00 para cobrar R$11,84.

Ao perceber que a nota não era verdadeira, o motorista informou o passageiro, que afirmou que a nota era válida e propôs ir até a sua casa para pagar a corrida. Neste momento, o motorista viu a viatura passando e abordou os militares e contou toda a situação.

Quando tomou conhecimento do fato, as equipes se deslocaram até a casa do suspeito, onde encontraram várias notas falsas, sendo dez notas de R$ 100,00; 87 de R$ 50,00; 198 de R$ 10,00; 331 de R$ 5,00; e 562 notas de 2,00. O valor total de todas as notas falsificadas chegou a R$10.109,00.

Além disso, ainda foram encontrados chinelos, cartões de banco em nome de terceiros, carteira de trabalho também em nome de terceiros, um pote com pó branco não identificado, R$ 40,00 em espécie verdadeira e um passaporte em nome do autor.

Diante disso, todos os objetos foram apreendidos e encaminhados, juntamente com o suspeito, para a *ª Delegacia Regional de Polícia Civil para os procedimentos necessários.

Além do homem preso com R$ 10 mil em notas falsas ao tentar pagar motorista de app, em Rio Verde, uma dona de loja de decoração foi flagrada com R$ 4 mil em notas falsificadas, em Goiânia

Uma mulher, dona de uma loja de decoração, foi presa com R$ 4 mil reais em notas falsas, no Setor Campinas, em Goiânia. A prisão foi feita pela Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do 2ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Aparecida de Goiânia, no final da tarde de terça-feira (5/11).

Em parceria com o Centro de Distribuição dos Correios localizado na Vila Brasília, os agentes da Polícia Civil (PC) detectaram uma mercadoria suspeita e resolveram controlar a entrega.

O pacote saiu e foi para o endereço apontado, sendo na Rua Geraldo Ney, no Setor Campinas. Quando a mercadoria foi entregue à destinatária, Danúbia Alves da Costa,  os policiais fizeram a abordagem da suspeita.

Ao abrir o envelope, foi constatada a suspeita. No interior foi encontrada a quantia de R$ 4 mil em cédulas falsas, sendo em notas de R$ 100,00, R$ 50,00 e R$ 10,00.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online