20/12/2019

Justiça revoga prisão de motorista que atropelou jovem e idoso na BR-060

Acidente ocorreu no dia 10 de dezembro. Na ocasião, as vítimas estavam no canteiro central da via, após o idoso, de 65 anos, se envolver em outro acidente; o jovem, de 22, estava no local para prestar ajuda.

A Justiça revogou a prisão preventiva do motorista envolvido em acidente que matou jovem e idoso na BR-060, em Santo Antônio do Descoberto. O caso ocorreu no dia 10 de dezembro. Na ocasião, as vítimas estavam no canteiro central da via, após o idoso, de 65 anos, se envolver em outro acidente; o jovem, de 22, estava no local para prestar ajuda.

No momento do acidente várias pessoas passavam pela rodovia. O motorista de um caminhão, que registrava a movimentação no local devido a primeiro batida com o carro do idoso, flagrou o exato momento em que outro carro derrapa na pista molhada e atinge as pessoas que estão no canteiro central da BR-060.

[custom_player src=’zoevideos.net/player/sc40d85a87d48aefff8d188400d86644e’]

Após o acidente, o motorista do veículo que bateu no jovem e no idoso, Uugton Batista da Silva, foi preso no momento em que recebia os primeiros socorros no Hospital Regional de Alexânia. Ele atendido, recebeu alta e depois foi encaminhado ao Presídio de Santo Antônio do Descoberto.

Justiça entendeu que motorista de carro que atropelou jovem e idoso, na BR-060, também foi vítima

Na decisão, o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), entendeu que o motorista “também foi vítima do malsinado acidente, conforme demonstra relatório médico”. O desembargador Ivo Favaro anotou na decisão que ficou demonstrado que “o motorista não fugiu do local do acidente, como erroneamente divulgado, mas que foi até o hospital mais próximo receber atendimento médico.”

Segundo o advogado do motorista, Edemundo Dias, “o Tribunal entendeu que a prisão era desnecessária, arbitrária e ilegal”. “Nós contestamos anteriormente as versões que foram narradas, por justamente não corresponder com a verdade. Agora foi reconhecido que não havia motivos para a prisão. Nós vamos, agora, provar os fatos e buscar que seja feita Justiça inocentando-o”, explicou.

O acidente

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu por volta das 13h30 do último dia 10, quando três veículos derraparam por conta da pista escorregadia. Mais outras quatro pessoas ficaram feridas, sendo uma mulher grávida e uma criança que foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros do DF e levadas para hospitais em Brasília.

Após dois veículos haverem se acidentado, um Cronos e um HB20, e saído de pista, veio um terceiro veículo, um Corolla, e atropelou pessoas que estavam à beira da pista. Uma das vítimas fatais era o condutor do Cronos, que havia saído de seu veículo capotado. O outro, era um jovem que morava na região e correu ao local do acidente com a intenção de ajudar as vítimas dos veículos acidentados.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online