14/01/2020

Briga entre motoristas de app e taxistas, em Goiânia, começou com mototaxista

Segundo representante, motorista de app foi acionado por passageira, que, enquanto aguardava, teria sido abordada por um mototaxista. Os taxistas não teriam gostado da situação e iniciado a confusão.

Motoristas de app e taxistas se envolveram em uma briga, na manhã desta terça-feira (14/1), na Rodoviária de Goiânia. De acordo com a Associação dos Motoristas de Aplicativos do Estado de Goiás (Amago), tudo teria começado após um mototaxista abordar uma passageira, que já havia acionado um carro por aplicativo. Uma confusão teria se iniciado entre os dois, e os taxistas que atuam na rodoviária teriam “tomado as dores” do mototaxista e entrado na briga.

A confusão deixou dois motoristas feridos. Informações preliminares apontam que um deles foi agredido com pauladas pelos taxistas. O outro motorista, identificado como Ramon, teria chegado na rodoviária para atender uma chamada, mas ao ver o colega sendo agredido, tentou ajudá-lo. Ele sofreu um corte no supercílio.

Vídeos gravados por testemunhas mostram o momento de tensão na Rodoviária de Goiânia. Nas imagens é possível perceber um tumulto entre os taxistas e um dos motoristas de app no chão, sujo de sangue, sendo atendido pelo Corpo de Bombeiros. Ele foi encaminhado ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).

Assista:

[custom_player src=’zoevideos.net/player/s446df21a789f5c771934402b6e6e3e43′]

Durante a briga generalizada, o carro do motorista de app foi danificado. A Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) foi acionada e ao menos cinco viaturas deram apoio no local. A situação já foi controlada.

Associação diz que vai pedir identificação e cassação das permissões dos taxistas que agrediram motoristas de app

Ao Dia Online, o presidente da Associação dos Motoristas de Aplicativos do Estado de Goiás (Amago), Leidson Alves, explicou que a ocorrência da agressão já foi registrada no 1º Distrito Policial de Goiânia, pelo motorista identificado como Ramon. Ele também foi ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer o exame de corpo de delito. O outro motorista agredido estava no hospital.

No início da tarde desta terça-feira (14/1), a Amago se reuniu com representantes do Sindicato dos Taxistas, no Setor Aeroporto, para definir ações a respeito do caso. Leidson explicou ainda que uma reunião entre ambas as partes e representantes da Rodoviária de Goiânia deve ocorrer nos próximos dias.

A Associação, que ressaltou que repudia qualquer tipo de violência, vai pedir para que os taxistas envolvidos na confusão sejam identificados e tenham as permissões cassadas. Leia a nota na íntegra:

A AMAGO – Associação dos Motoristas de Aplicativos do Estado de Goiás vem por meio desta, apresentar o mais veementemente repúdio aos atos de agressão e vandalismo praticados nesta data contra um motorista parceiro no estacionamento da Rodoviária de Goiânia.

Após a assistência, o mesmo foi encaminhado à delegacia para providências das autoridades competentes. Estaremos acompanhando os desdobramentos para que os culpados sejam exemplarmente punidos.

A reportagem tenta contato com o Sindicato dos Taxistas. O espaço está aberto para posicionamento.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online