12/02/2020

Criminosos furtam cerca de 750 metros de fio em chácara de Formosa

O dono da chácara é um idoso de 64 anos que sentiu falta dos fios de energia e acionou a PM.

A Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) foi acionada nesta terça-feira (11/2) para atender uma ocorrência onde criminosos furtaram cerca de 750 metros de fio em uma chácara de Formosa, a cerca de 282 quilômetros de Goiânia.

Conforme informações, um idoso, de 64 anos, morador do Setor Primavera, acionou a polícia afirmando que teria sido vítima de um furto em sua chácara, localizada no Setor Sul.

Diante disso, os militares foram até a chácara, onde foram informados que pessoas não identificadas entraram na sua propriedade e furtaram cerca de 750 metros de fios utilizados na rede de energia do imóvel.

Os criminosos ainda não foram identificados, mas a Polícia Militar (PM) busca informações para descobrir a autoria do crime.

Além dos criminosos que furtaram cerca de 750 metros de fio em chácara de Formosa, dono de bar foi condenado após furtar energia elétrica de vizinho, em Buritinópolis

Na quarta-feira (5/2) o dono de um bar foi condenado após furtar energia elétrica de vizinho, na cidade de Buritinópolis, a 465 quilômetros de Goiânia.

A sentença, assinada pelo juiz da comarca de Alvorada do Norte, Pedro Henrique Guarda Dias, condenou Francisco Sobreira dos Santos, de 67 anos, a um ano e dois meses de reclusão em regime aberto e 11 dias-multa, sendo cada dia multa equivalente 1/30 do salário mínimo vigente à época, sendo cerca de R$ 290 reais.

No entanto, ao final da audiência o juiz substituiu a pena em prestação pecuniária, fixando em um salário mínimo, em benefício da Conta Judicial do Conselho Comunitário de Segurança. Francisco também terá de prestar serviço à comunidade, a ser designada pelo juízo da execução penal.

De acordo com o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), a condenação se deu após Francisco, dono de um bar na cidade, furtou energia elétrica de seu vizinho, fazendo uma ação popularmente conhecida como “gato” ou “gambiarra”.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online