12/02/2020

Homem é preso por envolvimento em roubo e receptação de cargas, em Rio Verde

O grupo criminoso investigado atuava nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Pará e Goiás.

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) prendeu um homem por envolvimento em roubo e receptação de cargas em Rio Verde, a 232 quilômetros de Goiânia.

Segundo a corporação, o homem faz parte de uma associação criminosa especializada em roubo de cargas, sendo grãos e frios. O grupo criminoso atuava nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Pará e Goiás. Na ocasião foram apreendidos um cavalo-trator e um carregamento de milho.

De acordo com a Polícia Civil de Goiás, a prisão aconteceu durante uma força-tarefa estabelecida pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar), com a Polícia Militar de Goiás (PMGO) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta terça-feira (11/2).

Na ocasião, um integrante de uma organização criminosa especializada em roubo de cargas transportadas em caminhões e carretas.

Segundo a corporação, a prisão aconteceu na BR-060, nas proximidades da cidade de Rio Verde, no sudoeste goiano. Além da prisão do envolvido, foram apreendidos um conjunto cavalo-trator e um carregamento de milho, que estavam sob o poder do autuado.

Durante a força-tarefa, o homem foi preso por envolvimento em roubo e receptação de cargas que aconteceu em 2017

De acordo com a Polícia Civil de Goiás, durante a força-tarefa foi apurado que um caminhão e uma carreta foram roubados no estado de São Paulo no ano de 2017.

Os veículos tiveram os sinais identificadores adulterados e posteriormente revendidos. Ainda conforme o que foi apurado pela corporação, essas adulterações simulavam uma quase perfeição o modelo original.

Inclusive, os veículos passaram pelo crivo de duas perícias para transferências sem serem identificadas.

Além disso, a investigação da Polícia Civil permitiu identificar mais de cinquenta caminhões nessas condições, muitos deles já objeto de busca e apreensão e restituição às vítimas por parte da força-tarefa policial em Goiás.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online