12/02/2020

Jovem é flagrada com drogas em tiras de chinelo no presídio de Formosa

A mulher foi presa em flagrante e encaminhada para a  Delegacia de Polícia Civil do município para as providências necessárias.

Uma jovem, de 21 anos, foi flagrada nesta quarta-feira (12/2) com drogas escondidas em tiras de chinelo no presídio de Formosa. A mulher estava no local para visitar seu companheiro que cumpre pena no local.

O flagrante aconteceu no momento que a jovem chegou na unidade e foi passar pelo procedimento de revista pessoal. Os entorpecentes estavam escondidos nas tiras das sandálias que a jovem usava.

De acordo com a direção do presídio que integra à 9ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), a mulher foi presa em flagrante e encaminhada para a  Delegacia de Polícia Civil do município para as providências necessárias.

Diante da fatos, a direção da unidade abriu procedimentos administrativos internos para apuração do fato e após averiguações serão aplicadas ao destinatário dos ilícitos as sanções disciplinares em conformidade com a Lei de Execução Penal.

A interceptação é resultado da aplicação de medidas estabelecidas pelo Governo de Estado em consonância com a DGAP para garantir a ordem e disciplina nas unidades prisionais goianas.

Além da jovem flagrada com drogas em tiras de chinelo no presídio de Formosa, outras estavam com entorpecentes em cebolas, em Itumbiara

Duas mulheres, de 32 e 46 anos, esconderam drogas em cebolas para entregar a presos que estão na Unidade Prisional de Itumbiara. O flagrante aconteceu na terça-feira (4/2).

Conforme informações, os ilícitos seriam entregues a dois detentos que cumprem pena na unidade por roubo. As interceptações aconteceram no momento de revista nos itens deixados na Cobal, dia que os familiares deixam mantimentos e produtos de higiene para os presos.

De acordo com a 4ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), o primeiro flagrante ocorreu quando a esposa de um preso deixou cebolas. A segunda interceptação aconteceu instantes depois, quando a mãe deixou objetos para o filho preso.

Ao verificar os alimentos, os servidores identificaram porções de drogas, celulares e acessórios. Diante da situação, as mulheres foram encaminhadas à Delegacia de Polícia do município para as providências cabíveis. Os itens foram apreendidos e estão à disposição das autoridades.

A direção da unidade abriu procedimentos administrativos internos para apurar o ocorrido e aplicar aos destinatários dos ilícitos as sanções disciplinares em conformidade com a Lei de Execução Penal (LEP).

Via Dia Online 
Imagens Dia Online