14/02/2020

Funcionário de mineradora morre em mina de esmeraldas, em Campos Verdes

A vítima estava com outros dois funcionários trabalhando na mina, que tem mais de 80 metros de profundidade, quando houve um desmoronamento.

Um homem de 46 anos, funcionário de uma mineradora que atua no município de Campos Verdes, a 310 quilômetros de Goiânia, morreu na tarde da última quinta-feira (13/2) após ser esmagado por uma rocha de quase 20 toneladas numa mina subterrânea de esmeraldas. A vítima estava com outros dois funcionários trabalhando na mina, que tem mais de 80 metros de profundidade.

Segundo informações da 11ª Companhia Independente Bombeiro Militar, de Uruaçu, a corporação foi acionada por volta das 17h de ontem para atuar na ocorrência. A vítima, que era funcionária da mineradora G44, voltada para a extração de esmeraldas, trabalhava com mais dois colegas na mina subterrânea da pedra preciosa quando um desmoronamento provocou a a queda de uma rocha de aproximadamente 20 toneladas.

Dois dos funcionários conseguiram sair à tempo, mas o terceiro acabou sendo atingido pela rocha que, além de obstruir a saída da mina, o esmagou. Quando chegaram ao local, o Corpo de Bombeiros constatou que já era tarde, uma vez que a vítima veio a óbito ainda no local.

A corporação informou que a mineradora teve que teve fragmentar a rocha para a retirada do corpo do homem. O corpo foi entregue ao Instituto Médico Legal (IML) por volta das 22h de ontem. A reportagem doa Dia Online tentou contatou com a mineradora G44, mas até o fechamento desta matéria, não obteve retorno.

Mina de esmeraldas em Campos Verdes foi reativada em 2017

Conhecida como a ‘capital mundial das esmeraldas’ nas décadas de 1980 e 1990, o município de Campos Verdes retomou a extração da pedra em 2017. Na época, a Prefeitura de Campos Verdes ofereceu arcabouço e assessoria jurídica para os investidores que manifestaram vontade de explorar o garimpo na região.

A mineradora G44 aduiriu, no mesmo ano, uma mina no município, e patrocinou a V Feira Internacional das Esmeraldas.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online