22/05/2020

PCGO prende 106 criminosos inscritos para receber auxílio emergencial

Presos estavam foragidos pelos crimes de roubo, homicídio, furto, tráfico, porte ilegal de armas e estupro. A Operação Voucher localizou ainda 32 detentos do sistema penitenciário que receberam o benefício.

Mais de 100 criminosos, entre foragidos e já presos do sistema penitenciário, foram localizados e detidos após se inscreverem para receber o auxílio emergencial, benefício concedido pelo governo federal durante a pandemia do coronavírus. As prisões ocorreram em todo o estado de Goiás, no âmbito da Operação Voucher, da Polícia Civil (PCGO).

A ação foi deflagrada para cumprir mandados judiciais de acordo com a lista de beneficiários disponibilizada pela Controladoria Geral da União (CGU). De acordo com a PCGO, a lista, no total, contém o nome de 1.102 pessoas que receberam o auxílio emergencial.

Entre os 106 presos, 32 já estavam detidos. Os outros estavam foragidos pelos crimes de: roubo (26), homicídio (18), furto (12), tráfico (9), porte ilegal de armas (6) e estupro (5).

Ainda conforme a PCGO, com as prisões, foram poupados R$ 33 milhões aos cofres públicos, que seriam pagos na segunda e terceira parcela do benefício. Até o momento, o prejuízo passou dos R$ 16 milhões.

Traficante foragida é localizada pela PCGO após cadastro para auxílio emergencial

No último dia 16, uma mulher, foragida por tráfico de drogas, foi localizada pela PCGO e presa no Ceará após fazer cadastro para receber o auxílio emergencial. De acordo com a corporação, o mandado de prisão foi expedido pela Vara Criminal da Comarca de Bom Jesus de Goiás, no final de 2019, e cumprido no dia 16, em decorrência da Operação Voucher.

A mulher, de 34 anos, foi localizada por meio do Delegacia de Bom Jesus, coordenada pelo Delegado Vinícius de Castro Pena, em ação conjunta com a 11ª Delegacia Regional de Policia Civil de Russas, no Ceará. Os dados foram cruzadas com base no sistema no qual a mulher se cadastrou para receber o benefício.

Após a prisão, no município de Ererê, a mulher foi apresentada ao plantão da Delegacia Regional de Jaguaribe, também no Ceará, e em seguida foi transferida para a Delegacia de Capturas, em Fortaleza. Segundo a PCGO, ela está à disposição do Poder Judiciário.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online