23/05/2020

Viatura da PM atropela morador de rua, em Goiânia; caso é investigado

PMs alegaram legítima defesa, uma vez que a vítima avançou sobre a viatura usando um pedaço de madeira. Conforme o boletim, durante a ação, ele acabou sendo atropelado.

Um vídeo mostra o exato momento em que uma viatura da Polícia Militar de Goiás (PMGO) atropela um morador de rua, no Setor Central, em Goiânia. O caso ocorreu na madrugada da última quinta-feira (21/5) e os policiais procuraram, espontaneamente, a Corregedoria neste sábado (23/5). A Polícia Civil já investiga a morte do homem.

Conforme o boletim, dois policiais militares, sendo uma aspirante e um soldado, foram acionados para atender uma briga entre quatro pessoas em uma via pública. No local, os PMs encontraram uma vítima deitada no chão com várias lesões.

Durante a busca pelos envolvidos, um homem foi localizado na Rua 7, no Setor Central. Ainda de acordo com o boletim, os PMs se aproximaram para abordagem, mas o homem reagiu usando um pedaço de madeira. Os militares tentaram desviar com a viatura, mas durante a ação o homem acabou atropelado.

Após atropelamento com viatura da PM, militares alegaram legítima defesa

Após o atropelamento, pelas imagens de câmeras de segurança é possível ver o momento em que os dois policiais saem da viatura da PM e olham o que tem embaixo da viatura. O vídeo foi divulgado na 1ª edição deste sábado (23) do Jornal Anhanguera.

No boletim de ocorrência, os PMs alegaram legítima defesa. Conforme a Polícia Militar, neste sábado (23/5), os dois militares procuraram a corregedoria da PM, que instaurou um inquérito policial militar para apurar o ocorrido.

No documento foi relatado ainda que a viatura ficou com alguns estragos, sendo o vidro dianteiro esquerdo quebrado e para-choque amassado. A vítima ainda não foi identificada. Também não há informações sobre os envolvidos na discussão.

Além da Corregedoria da PM,  a Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), também abriu o inquérito para apurar a ocorrência. As investigações devem apontar se os policiais militares agiram em legítima defesa.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online