25/05/2020

Homem é preso ao descumprir medida e jogar bomba na casa da ex, em Goiás

Segundo a PM, ele também agrediu o atual namorado da ex-mulher com um pedaço de madeira. O casal está separado há três anos e ela relatou ter um medida protetiva contra ele. Caso ocorreu em Goianésia.

Um homem foi preso após descumprir uma medida protetiva de urgência e jogar bomba na casa da ex-mulher, em Goianésia, na região Central de Goiás. Além disso, de acordo com a equipe policial, ele agrediu o atual namorado da mulher com um pedaço de madeira. O casal está separado há três anos, mas o homem não se conforma com o fim da relação.

De acordo com a ocorrência, na madrugada deste domingo (24/5), a equipe foi acionada em uma casa na Rua 01, no Bairro Santa Cecília, em Goianésia, para atender ocorrência de descumprimento de medidas protetiva de urgência e lesão corporal.

No local, os policiais foram informados por uma mulher, a solicitante, que seu ex-marido havia jogado bombas dentro do muro de sua casa e ainda teria agredido seu atual namorado com um pedaço de madeira. Ainda conforme o relato, ele foi atingido na cabeça.

Ex de homem preso após jogar bomba relatou sofrer ameaças há três anos

A mulher contou ainda aos PMs que está separada do homem há três anos e desde então sofre ameaças e ocorrências de agressão como o ocorrido durante a madrugada. Ela tem uma medida protetiva contra ele.

Após a prisão do homem, o atual namorado da mulher ainda tentou revidar a agressão sofrida. Durante a confusão, segundo o boletim de ocorrência, ele acabou xingando os policiais.

Ele, que estava ferido devido ao golpe de paulada que levou na cabeça, foi levado ao Hospital Municipal para atendimento médico e, após a alta médica, recebeu voz de prisão por desacato aos militares.

Violência contra a mulher

denúncia contra o agressor é umas das principais formas de combate a esse tipo de crime, assim como outros crimes relacionados à segurança das mulheres. No momento da denúncia, a vítima tem apoio tanto da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) quanto da Polícia Militar, que pode ser acionada pelo 190.

A denúncia pode ser feita ainda pelo Disque 180 – Central de Atendimento à Mulher, canal criado pela Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM). A denúncia é anônima e gratuita e disponível 24 horas.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online