31/05/2020

Profissional da saúde morre de covid-19 em Goiânia

Pelas redes sociais, o vereador de Goiânia Sargento Novandir lamentou a morte da profissional da saúde Fabiana Azevedo.

O vereador de Goiânia Sargento Novandir, do Republicanos, publicou neste domingo (31/5) uma nota de pesar pela morte da profissional da saúde Fabiana Azevedo, que de acordo com o parlamentar morreu no último sábado (30/5) vítima de covid-19.

Na publicação feita nas redes sociais, Novandir diz que recebeu com profunda tristeza a notícia da morte de Fabiana, que trabalhava como auxiliar de consultório do Programa de Saúde da Família (PSF)do Jardim Guanabara, em Goiânia. Ele agradeceu pelo trabalho realizado pela servidora que, segundo ele, “infelizmente foi mais uma vítima”.

Veja a postagem abaixo na íntegra:

“Foi com profunda tristeza que recebi a notícia do falecimento da profissional da saúde, Fabiana Azevedo, auxiliar de consultório do PSF Jardim Guanabara. Fabiana faleceu ontem, vítima de Covid19.

Nossos sinceros sentimentos aos familiares, amigos e profissonais da saúde, que Deus conforte o coração de todos nesse momento.

Nossos agradecimentos ao trabalho desta servidora, que com certeza esteve na linha frente no combate ao novo coronavirus, que infelizmente foi mais uma vítima.”

Em abril, profissional de saúde de 38 anos também morreu em decorrência da covid-19

Na manhã do dia 4 de abril deste ano, a profissional da área da saúde Adelita Ribeiro também morreu em decorrência covid-19, em Goiânia. Ela tinha 38 anos e nenhuma comorbidade. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Conforme o comunicado da SMS na ocasião, a paciente foi internada no dia 30 de março na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular de Goiânia, com quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Ela, que havia testado positivo para covid-19, morreu na manhã do dia 4.

O Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde no Estado de Goiás (Sindsaúde-GO) lamentou a morte da profissional na época. Segundo a entidade, Adelita era servidora municipal e trabalhava no Cais Novo Mundo e no Hemolabor.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online