02/06/2020

Idosos, casados, se recuperam da covid-19 recebem alta juntos do HMAP

Alice Santana, de 63 anos, e Evilásio Francisco, de 67, deixaram o Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia sob aplausos e homenagens dos servidores. Eles estavam internados desde a última semana.

Dois idosos, casados, receberam alta do Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP), na manhã desta terça-feira (2/6), após se recuperarem da covid-19. Alice Santana de Jesus Costa, de 63 anos, e Evilásio Francisco Costa, de 67 anos, deixaram a unidade de saúde sob aplausos e homenagens da equipe de saúde. Eles ainda comemoraram a saída com plaquinhas com a mensagem: “Eu venci a covid-19”.

Alice deu entrada no Hmap no dia 26 de maio e ficou internada por três dias na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e 5 dias na enfermaria. Já Evilásio, internado no dia 25 de maio, ficou na unidade por 9 dias.

De acordo com informações do hospital, os dois idosos estavam emocionados e agradecidos com a despedida organizada pelos servidores. “Muita alegria de Deus. Se vocês souberem o amor que eu vou levando de vocês. Estou saindo com vida. Que Deus abençoe a cada um”, declarou a idosa.

Filha de idosos recuperados da covid-19 também testou positivo, em Aparecida de Goiânia

Os idosos eram aguardados pelo genro, Silas Camilo de Oliveira. De acordo com ele, toda a família aguardava ansiosamente a recuperação do casal. Silas explicou ainda que a esposa, filha de Alice e Evilásio, também foi diagnosticada com a doença, mas não precisou ficar internada.

“Já tem duas semanas que não os víamos e estamos bem ansiosos aqui, aguardando a saída deles. E ficamos na expectativa de que fossem curados porque eles são idosos. Minha esposa também testou positivo, mas não precisou ficar internada. Estamos felizes com esse livramento que Deus nos deu”, completou.

Recuperados da covid-19 em Aparecida de Goiânia

Conforme dados da Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia, até o momento, já foram contabilizou 222 pacientes recuperados da covid-19. Das 267 pessoas que estão neste momento com a doença, apenas 18 estão internadas e o restante segue em isolamento domiciliar.

Para o secretário de Saúde, Alessandro Magalhães, é importante também focar nos recuperados: “Valorizar quem superou essa doença e os profissionais de saúde que se empenharam para tanto é fundamental”. A diretora de Humanização do HMAP também reforçou a importância do momento: “Essa doença tem desestabilizado as pessoas e é muito gratificante ver o paciente sair curado da covid-19″.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online