03/06/2020

PRF prende dupla que aplicava golpes com máquinas de cartão, em Guapó

Os suspeitos de aplicar os golpes atuavam em São Paulo e Rio Grande do Sul, e confessaram que estavam vindo a Goiás fazer o mesmo.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, no fim da noite da última terça-feira (2/6), no município de Guapó, Região Metropolitana de Goiânia, dois homens que transportavam várias máquinas de cartão escondidas em compartimentos de seu veículo. Descobriu-se que dupla usava as máquinas de cartão para praticar golpes em pessoas desavisadas em agências bancárias.

Conforme informações da PRF, a prisão dos dois homens, de 20 e 40 anos, ocorreu no Km-208 da BR-060, em Guapó. O veículo da dupla, um Renault Logan, havia sido abordado pela equipe da PRF para uma abordagem de rotina. Durante as averiguações, as suspeitas começaram a aparecer.

Quando solicitou a documentação dos ocupantes do veículo, a equipe da PRF constatou que o motorista era procurado pela Justiça do Rio Grande do Sul. Após entrevistar os homens, a polícia percebeu que eles estavam bastante nervosos e com informações contraditórias.

Em seguida, ao revistar o carro o agentes da PRF encontraram dez máquinas de cartões de diversas marcas, que estavam escondidas em compartimentos ocultos do veículo. A dupla, então, confessou à PRF que as máquinas eram utilizadas para praticar golpes em pessoas em agências bancárias.

Eles disseram ainda que estariam indo para Aparecida de Goiânia para dar continuidade aos golpes depois de já terem atuado nos Estados de São Paulo e Rio Grande do Sul.

O esquema dos golpes com máquinas de cartão

Conforme foi apurado pela PRF após a prisão dos suspeitos, eles adquiriram as máquinas de cartão através de empresas falidas e já em extinção e as utilizavam em golpes.

As vítimas eram sempre pessoas idosas e humildes de cidades do interior de São Paulo e Rio Grande do Sul que iam a agências bancárias. Lá, os suspeitos se passavam por funcionários e se ofereciam para auxiliar em alguma transação no caixa eletrônico. Era nesse momento que eles “limpavam” o cartão da vítima.

Eles foram presos e encaminhados à Central de Flagrantes em Trindade e enquadrados no crime de estelionato.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online