20/06/2020

Dois motociclistas morrem após baterem de frente, em Goiânia

Os bombeiros foram acionados para socorrer as vítimas, mas elas morreram ainda no local.

Durante a madrugada deste sábado (20/6), dois motociclistas morreram após baterem de frente em um acidente no Parque Industrial Paulista, em Goiânia. A Delegacia Especializada em Investigação de Crimes de Trânsito (Dict) foi acionada por volta das 3h30 para apurar as causas do acidente.

Segundo vestígios no local, dois motociclistas trafegavam pela mesma avenida no momento do acidente. A vítima Artur Pereira Silva, de 18 anos, conduzia a motocicleta Honda/CG Titan, cor vermelha, e a outra vítima, Alfredo Marques Galvão Neto, de 28 anos, pilotava uma motocicleta Honda/CG 160 Fan, também de cor vermelha.

Ambos trafegavam pela Avenida Quito Junqueira, no Parque Industrial Paulista, momento que ocorreu a colisão frontal entre as motocicletas. De acordo com a Dict, ainda não foi estabelecido o sentido aproximado que as vítimas trafegavam.

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) foi acionado para socorrer as vítimas, que não resistiram e morreram ainda no local. Veja as fotos registradas do acidente:

Além dos dois motociclistas que morreram após baterem de frente, em Goiânia, outro morreu em acidente com ônibus

Um motociclista morreu após se envolver em um acidente com um ônibus, na tarde de domingo (7/6), no Setor Santa Genoveva, em Goiânia.

Segundo informações e vestígios, um homem, de 45 anos anos, dirigia um ônibus de transporte interestadual de passageiros e trafegava pela Avenida das Indústrias, sentido bairro/ Centro, quase no meio da pista. Na mesma avenida, na faixa da esquerda, trafegava a vítima, de 25 anos, e levava uma mulher como passageira na motocicleta.

Em determinado momento, o ônibus iniciou uma conversão a esquerda e entrou em um retorno, momento que o motociclista bateu na lateral esquerda do ônibus, na altura do tanque de combustível. Com o impacto, o motociclista e a passageira caíram na pista, dentro do retorno.

A mulher foi encaminhada para o HUGO em estado grave, onde recebeu atendimento médico, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo. O condutor do ônibus foi submetido ao teste do etilômetro, que deu resultado negativo.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online