29/06/2020

Idoso é agredido após pedir para cliente de bar usar máscara, em Catalão

Sebastião Clemente da Silva, de 76 anos, quebrou uma perna em decorrência da agressão e precisa passar por cirurgia. Agressor ainda não foi identificado.

Um idoso de 76 anos dono de um bar, foi agredido por cliente depois de pedi-lo para usar máscara dentro do estabelecimento. A agressão ocorreu neste domingo (28/6), em Catalão, na região Sudoeste de Goiás, e foi registrada por uma câmera de segurança.

Pelas imagens é possível ver o exato momento em que um jovem derruba o idoso, identificado como Sebastião Clemente da Silva, e depois deixa o local. Tudo ocorreu após Sebastião, de 76 anos, pedir que o rapaz colocasse a máscara de proteção facial.

De acordo com relato dos familiares do dono do bar, ele quebrou uma perna e precisa passar por cirurgia. Uma ocorrência foi registrada na delegacia da Polícia Civil em Catalão, na manhã desta segunda-feira (29/6). O agressor, até o momento, não foi identificado.

Funcionamento de bar é liberado em Catalão; idoso agredido trabalhava dentro das regras

No dia 17 deste mês, a prefeitura de Catalão publicou um novo decreto, assinado em 16 de junho, que libera o funcionamento de atividades comerciais no município.

De acordo com o documento, podem funcionar: aula presencial individual em Cursos Técnicos e de extensão; autoescolas, podendo ministrar aulas teóricas on-line ou presencial individualizada, aulas práticas e bancas examinadoras, desde que sejam obedecidas as normas estabelecidas pela OMS e pelo protocolo elaborado pelo DETRAN-GO;

Também estão liberados restaurantes, lanchonetes e bares “devendo ser respeitada a distância mínima de dois metros, além de outras regras, com horário de funcionamento entre 6h e 22h; o transporte aéreo e rodoviário de cargas, o transporte intermunicipal de passageiros, inclusive por meio de aplicativos.

Decreto também permite a abertura de cartórios extrajudiciais, ressalvados os de protesto, desde que observadas as normas editadas pela Corregedoria-Geral da Justiça do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás; atividades de organizações religiosas; atividades individuais em academias, mediante agendamento prévio, com atendimento restrito à 50% da capacidade.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online