07/07/2020

Em Goiânia, viaduto terá nome de Leandro, da ex-dupla Leandro e Leonardo

A relevância do cantor para a música sertaneja foi a justificativa usada no projeto de lei para homenagear Leandro dando seu nome a viaduto, em Goiânia.

Na manhã desta terça-feira (7/7), a Câmara Municipal de Goiânia (CMG) aprovou o projeto de lei (PL) (n° 254 / 2019 ) que autoriza o viaduto situado na Avenida Jamel Cecílio, com Alameda Marginal Botafogo e Alameda Leopoldo de Bulhões, a ser nomeado de Complexo Viário Luís José da Costa, em homenagem a Leandro, cantor sertanejo da dupla Leandro e Leonardo, que faleceu em 23 de junho de 1998, em São Paulo, vítima de um câncer raro.

A matéria, de autoria do vereador do PSD Paulo Magalhães, traz como justificativa  a importância de Leandro para a música goiana, em especial a sertaneja. Os músicos, que ficaram famosos em todo o país, nasceram em Goianápolis, “a cidade brasileira do tomate”, há 47 km da capital, e mantiveram a união por 15 anos, produzindo sucessos como “Não aprendi dizer a adeus”, “pense em mim”, “eu juro”, “sonho por sonho” e outros.

De acordo com a previsão, as obras do Complexo Viário Luís José da Costa terminam em setembro de 2020.

Além do PL que dá nome de Leandro a viaduto na capital, matéria que prevê a construção de centro de acolhimento a animais é aprovado, em Goiânia

O plenário da Câmara Municipal de Goiânia aprovou na última quarta-feira (1/7) o Projeto de Lei (PL) 323/2018 que determina a construção de centro de acolhimento para animais, em Goiânia.  A iniciativa tem a finalidade de “controlar a população de cães e gatos do município, [a controlar] a proliferação de doenças, e a resgatar e recuperar animais abandonados, atropelados ou em estado de sofrimento”.

De acordo com o PL, de autoria do vereador Zander (Patriota), o Centro de Acolhimento Animal (CAA) vai ter a obrigação de 1) resgatar; 2) recuperar; 3) castrar; 4) identificar; 5) vacinar; 6) vermifugar; 7) encaminhar à adoção e 8) promover campanhas sobre a posse consciente dos “animais abandonados, atropelados ou em estado de sofrimento.”

O CAA vai ter sede própria, localizada atrás do Cemitério Memorial, na saída para Bela Vista. O terreno de três alqueires foi adquirido pelo valor de R$ 390 mil oriundos de emenda impositiva. Segundo o vereador Zander, o CAA também também irá servir como apoio ao Hospital Municipal Veterinário, o qual deverá ficar pronto entre agosto e setembro. “O hospital municipal veterinário deverá ficar pronto entre agosto e setembro. Ele precisa de ter o centro de acolhimento funcionando junto porque, além de abrigar os animais em situação de rua, para lá irão os aninais que passarem pelo hospital”, afirmou o vereador.

O PL prevê que o CAA tenha canil, gatil e centro cirúrgico. O centro de acolhimento será obrigado a disponibilizar, de forma digital, foto dos animais que estejam em sua posse.

Para futuras adoções, os interessados, maiores de 18 anos, poderão dirigir-se ao centro de acolhimento munidos de RG, CPF e comprovante de endereço. Também deverão assinar termo de compromisso e de responsabilidade para com o animal adotado.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online