08/07/2020

Dupla é presa em Goiás por roubar e vender motos adulteradas na internet 

Foram encontradas ferramentas utilizadas para fazer as modificações, comprovando a prática delituosa.

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFVRA), efetuou a prisão de dois homens suspeitos de roubar e vender motos adulteradas na internet. Um outro suspeito ainda está sendo procurado.

Após investigação policial e realização de diversas diligências, os policiais identificaram os integrantes da associação criminosa, que é especializada no furto de motocicletas na Região Metropolitana de Goiânia.

De acordo com a PCGO, várias motocicletas foram apreendidas com os suspeitos, todas com indícios de adulteração. Também foram encontradas ferramentas utilizadas para fazer as modificações, comprovando a prática delituosa.

Como foi feita a prisão da dupla por roubar e vender motos adulteradas na internet, em Goiás

Conforme as investigações, as motocicletas era furtadas e, posteriormente, adulteradas, remarcadas e revendidas em aplicativos de internet como veículos legais. Foi apurado ainda que o grupo seria responsável por furtar ao menos quatro motocicletas. Dois dos roubos aconteceram em Goiânia, nesta terça-feira (7/7). Os outros dois foram registrados em Senador Canedo, no último dia 15 de março, e em Aparecida de Goiânia no dia 6 de julho.

Após ser deflagrada a operação policial, foi realizada a prisão em flagrante dos dois suspeitos de integrar o grupo criminoso. As diligências aconteceram durante esta terça-feira (7/7), nas cidades de Aparecida de Goiânia e Goiânia.

Além disso, a operação resultou na apreensão de sete motocicletas com os sinais identificadores adulterados, sendo que pelo menos quatro delas são produto dos furtos identificados. Além disso, também foram apreendidos instrumentos e ferramentas utilizados para adulteração dos sinais identificadores, placas veiculares clonadas e documentos falsos.

Os presos responderão pelos crimes de associação criminosa, furto qualificado, receptação qualificada e adulteração do sinal identificador de veículo automotor. A investigação continua com objetivo de prender o terceiro integrante do grupo criminoso, que já se encontra qualificado.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online