23/07/2020

Em Goiânia, trecho da Av. Deputado Jamel Cecílio será interditado por 30 dias

A interdição no trecho da Avenida Deputado Jamel Cecílio, em Goiânia, começa nesta quinta-feira (23/7), e terá duração de 30 dias.

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT), informa que o trecho da Avenida Deputado Jamel Cecílio, entre as ruas 120 e 121, no Setor Sul, será interditado nesta quinta-feira, dia 23/07, para obras de drenagem. A interdição terá duração de 30 dias.

Desvio

O motorista que segue na Avenida Deputado Jamel Cecílio, no sentido leste/oeste, será desviado para a Rua 121, depois para a Rua 120, até retomar a circulação normal na Praça Delmiro Paulino da Silva (Praça da 90) . O acesso local será permitido.  (MAPA)

Já o motorista que segue na Avenida Deputado Jamel Cecílio, no sentido oeste/leste, não terá o fluxo de trânsito desviado.

“Faço um alerta para que todos que circulam pela região estejam atentos à sinalização do desvio e respeitem os limites de velocidade. A obra é necessária, assim como a interdição, e a sinalização tem como foco principal a segurança de todos, por isso deve ser respeitada”, comenta Fernando Santana, Secretário Municipal de Trânsito.

Trecho da Av. Deputado Jamel Cecílio será interditado por 30 dias, em Goiânia
Mapa do desvio. (Reprodução/Prefeitura de Goiânia).

Além do trecho da Jamel Cecílio, Prefeitura de Goiânia autorizou início das obras do hospital público veterinário da capital

Foi autorizado na primeira quinzena de junho o início das obras do hospital público veterinário de Goiânia, a Unidade Ambiental de Saúde e Bem Estar Animal. De acordo com a gestão municipal, as obras terão prazo de no máximo três meses. O projeto que propunha a criação do hospital foi autorizado em setembro do ano passado pelo prefeito Iris Rezende (MDB), após aprovação dos vereadores da capital.

Em reunião com secretários e o vereador Zander Fábio (Patriota), autor do projeto, ficou acordado que o prefeito assinará, nos próximos dias, o decreto que  regulamenta o Projeto de Lei que cria o hospital público veterinário para atender animais domésticos, nativos ou exóticos de todos os tamanhos que vivem em estado de abandono ou que pertençam a pessoas sem condições financeiras para pagar tratamentos ou ações preventivas, além de animais que forem encaminhados por órgãos públicos, ONGs ou protetores.

“Vamos dar celeridade à implantação deste projeto. O objetivo é buscar soluções rápidas, eficientes e de baixo custo, além de parcerias para garantir o atendimento de excelência no hospital. Universidades e entidades do setor veterinário podem somar muito”, destacou Iris Rezende. Depois da Ordem de Serviço, a previsão é que as obras terminem em no máximo 90 dias.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online