08/06/2021

Preso em SP suspeito de matar companheira e jogar corpo em fossa, em Goiânia

Segundo a PRF, o homem que não teve a identidade revelada, afirmou que saiu de Goiânia e seguia para o Rio de Janeiro em busca de emprego.

Um homem de 40 anos suspeito de matar a companheira e jogar o corpo dela em uma fossa em Goiânia, foi preso nesta terça-feira (8/6) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Rodovia Presidente Dutra, em Santa Isabel, na região metropolitana de São Paulo.

Segundo a PRF, o homem, que não teve a identidade revelada, afirmou que saiu de Goiânia e seguia para o Rio de Janeiro em busca de emprego. Ele foi preso em flagrante delito e conduzido para a delegacia da Polícia Civil em Santa Isabel (SP).

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, os agentes da Delegacia de Investigações de Homicídios (DIH) de Goiânia se deslocarão até São Paulo para buscar o suspeito, que deverá responder pelo crime em Goiânia.

Suspeito de matar companheira e jogar corpo em fossa já havia agredido a mulher

O corpo da vítima, uma mulher de 45 anos, foi encontrado no último domingo (6/6), enrolado em um lençol e com três perfurações, depois que familiares foram até a casa dela, no Setor Village Santa Rita, em Goiânia, para buscar informações sobre o paradeiro dela.

De acordo com a Polícia Civil de Goiás (PCGO), uma das testemunhas informou que a vítima não dava notícias há um dia e que o casal tinha um relacionamento conturbado. Segundo ela, na última briga do casal, há cerca de uma semana, os dois teriam trocado agressões físicas.

Segundo a PCGO, a testemunha ainda afirmou que a vítima já havia sofrido outras agressões do companheiro. De acordo com a Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO), nenhum vestígio de luta corporal foi encontrado na casa.

O corpo da vítima foi retirado da fossa pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia.

A Polícia Militar foi até dois endereços onde possivelmente o suspeito morava, um em Goiânia e outro em Senador Canedo, na região metropolitana da capital, mas não o encontraram.

A PCGO compartilhou as informações do suspeito com a PRF, que localizou o veículo suspeito durante o patrulhamento nesta terça-feira (8/6), na via Dutra, em São Paulo.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online