10/06/2021

PC divulga retrato falado de suspeito de estupro contra jovem, em Iporá

O suspeito abordou a vítima pedindo informações, desligou a motocicleta dela e a agarrou pelo pescoço, jogando ela no chão.

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) divulgou o retrato falado de um homem suspeito de estupro contra uma jovem de 23 anos, no Conjunto Águas Claras, em Iporá. O crime aconteceu no dia 24 de maio deste ano, e é investigado pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Iporá.

A jovem contou à Polícia Civil que estava em um bar com dois amigos e o irmão dela e, quando voltava para casa com sua motocicleta, por volta das 3h da madrugada, foi abordada por um homem que pedia informações.

Segundo a PCGO, o suspeito teria desligado a motocicleta, agarrado a vítima pelo pescoço e jogado ela no chão, quando então obrigou ela a ter relação sexual com ele. Depois do ocorrido, a jovem conseguiu fugir. A vítima fez exame de corpo de delito que comprovou as lesões sexuais.

PC divulga retrato falado de suspeito de estupro contra jovem, em IporáO retrato falado do suspeito foi feito pela Gerência de Identificação da PCGO, ele é um homem moreno, aparentando ter 40/45 anos; nariz largo, cabelos curtos, provavelmente 1,80/1,90 metro de altura. No dia do crime o homem usava camiseta vermelha, bermuda com cores estampadas e chinelo. Além disso, ele tem sobrancelha grossa e cicatriz na sobrancelha direita.

A Polícia Civil afirma que se alguém tiver informações sobre o suspeito pode fazer denúncia anônima pelo Disque 197 e também no telefone fixo da Deam de Iporá: (64) 3603-7428. Segundo a PCGO, as investigações continuam a fim de identificar o autor e, assim, indiciá-lo pelo delito de estupro no inquérito policial.

Além do suspeito de estupro em Iporá, em outro caso, homem é preso pelo mesmo crime em Goiânia

Na última terça-feira (9/6), Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), por meio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), prendeu preventivamente um homem de 49 anos suspeito de estuprar uma adolescente de 17 anos, no Residencial Vale do Araguaia, em Goiânia.

O crime aconteceu no dia 10 de março deste ano. De acordo com a vítima, ela dormia na casa do suspeito porque conhecia um familiar dele, quando então foi surpreendida pelo homem, que cobriu sua boca e praticou a relação sexual sem o consentimento dela.

Segundo a Polícia Civil, a adolescente narrou que ficou sem reação no momento. O autor já foi investigado em 2020, pois teria praticado atos libidinosos contra a enteada em 2016, quando a menina tinha nove anos de idade. O suspeito encontra-se à disposição do Poder Judiciário.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online