18/06/2021

Ministério da Saúde confirma 66 casos de covid-19 na Copa América

Os casos de prestadores de serviços foram confirmados em Brasília (DF), Goiânia (GO) e no Rio de Janeiro (RJ).

Os casos do novo coronavírus (Covid-19) de pessoas envolvidas com a realização da Copa América chegaram a 66, informou o Ministério da Saúde nesta quinta-feira (17/6), um aumento em relação ao registrado na véspera, de 53 contaminados.

Segundo a pasta, dos 66 casos confirmados, 27 são de jogadores e membros de delegações e outros 39 são de prestadores de serviços contratados para o evento. Em relação ao dia anterior, houve um aumento em 13 prestadores de serviços.

“Os casos de prestadores de serviços foram confirmados em Brasília (DF), Goiânia (GO) e no Rio de Janeiro (RJ). Os resultados do sequenciamento genético para análise de variantes serão concluídos em até 14 dias, prazo necessário para realização da análise”, disse a pasta.

O ministério informou que foram realizados 6.521 testes de RT-PCR entre jogadores, membros das delegações e prestadores de serviços. Afirmou também que os dados são dinâmicos e atualizados a partir das informações enviadas pela organizadora do evento, responsável pela realização dos testes.

Desde o início do evento, no final de semana, foram diagnosticados com covid-19 atletas das seleções da Venezuela, da Colômbia e da Bolívia. Nesta quinta, o Chile informou que um integrante da delegação testou positivo, mas não especificou se era um jogador.

Brasil goleia seleção peruana e segue 100% na Copa América

Com gols do lateral Alex Sandro, do meia Everton Ribeiro e dos atacantes Neymar e Richarlison, o Brasil goleou a seleção peruana por 4 a 0, na noite desta quinta-feira (17) no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela 2ª rodada da Copa América. O resultado deixou o time do técnico Tite na liderança do Grupo B com seis pontos e 100% de aproveitamento.

A seleção brasileira dominou o confronto, e não demorou a abrir o marcador. Logo aos 11 minutos, Alex Sandro recebeu passe de Gabriel Jesus, após bom cruzamento de Everton Cebolinha, e mandou para o fundo das redes peruanas. Aos 24, o volante Fabinho chutou forte de fora da área, aproveitando rebote após a zaga afastar cruzamento de Neymar, e a bola passou perto do gol defendido por Gallese.

Após o intervalo, o ritmo continuou o mesmo, com o Brasil comandando as ações. Aos 14 foi marcado pênalti de Tapia em Neymar. Mas, com auxílio do VAR (árbitro de vídeo), o juiz acabou voltando atrás.

Porém, aos 22 Neymar deixou o seu. O camisa 10 recebeu na entrada da área, girou para se livrar da marcação e bateu cruzado. Quatro minutos depois o atacante do PSG (França) assumiu o papel de garçom e tocou para Richarlison, que bateu de chapa para forçar o goleiro a defender.

Aos 32, o Peru criou sua chance mais perigosa, quando o atacante Valera, dentro da pequena área sozinho, perdeu um gol incrível.

Dez minutos depois o Brasil conseguiu o gol que sacramentou a vitória. Após boa tabela entre Neymar e Everton Ribeiro, o camisa 10 tocou para Richarlison, que mandou para Everton, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes. Mas a equipe do técnico Tite queria mais, e conseguiu aos 46, com Richarlison.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online