06/07/2021

Decreto em Goiânia permite apresentações musicais com até 4 pessoas

Nova regra amplia integrantes em shows ao vivo de bares e restaurantes. Prefeitura mantém horários de funcionamento do comércio apontando queda nas internações por Covid-19.

Nesta terça-feira (6/7), a prefeitura de  Goiânia publicou no Diário Oficial do Município o decreto nº 3.489 com restrições e medidas para enfrentamento da pandemia de Covid-19. Todavia, a única alteração diz respeito a apresentações musicais em bares e restaurantes da capital. Assim, passam a ser permitidos até quatro artistas nos shows. Antes,  o limite era de apenas duas pessoas. As regras passam valer nesta quarta-feira (7/7) e o decreto tem vigência até 20 de julho.

De acordo com o documento,  as apresentações de música ao vivo passam a ser “limitadas a 4 integrantes, no máximo, desde que o espaço de apresentação permita o distanciamento de 2,25 m² entre eles, e respeitados os limites de volume sonoro máximo permitidos na legislação própria.” Dessa forma, o decreto que regula atividades essenciais e não essenciais em Goiânia manteve os horários de funcionamento do decreto da última quinzena.

Assim, a manutenção das regras do decreto, segundo o secretário de Governo, Arthur Bernardes, é possível por conta do avanço da vacinação. Além disso, de acordo com ele, há  uma leve queda nos números de ocupação de leitos nos hospitais. “As taxas de ocupação de leitos, que já ultrapassaram 90%, hoje estão na casa dos 75% para UTI e abaixo de 70% para enfermaria. ”, afirmou.

Horários de funcionamento, segundo o decreto em Goiânia:

  • Comércio, galerias centros comerciais: 9h às 17 horas
  • Estabelecimentos de serviços: 12h às 20 horas
  • Bares, restaurantes, pit dogs, food trucks e congêneres: 11h às 23h
  • Shopping center e congêneres: 10h às 22h
  • Salões de beleza e barbearias: 12h às 21h
  • Distribuidoras de bebidas e lojas de conveniência: 8h às 22h
  • Lanchonetes: 6h às 20h
  • Aos estabelecimentos autorizados a funcionar durante 24h recomenda-se trocas de turnos de maneira a não sobrecarregar o transporte público coletivo urbano, preferencialmente fora dos horários de pico.

*Com informações da Prefeitura de Goiânia

Via Dia Online 
Imagens Dia Online