14/09/2021

Na Negroni Week, bar de Goiânia lança drink com formiga amazônica

Receita criada por bar especializado em drinks, no Jardim Goiás, dá ênfase a sabores brasileiros. O público poderá apreciar ainda versões mais clássicas do negroni e populares na casa.

Um dos principais eventos das coquetelaria mundial, a 9ª edição da Semana do Negroni (Negroni Week), acaba de começar. E até o dia 19 de setembro, os bares de Goiânia, Rio de Janeiro e Curitiba, cidades que participam do evento global, prometem celebrar esse drink surpreendendo o público. Assim, o Zimbro Bar, nosso representante local, que fica no Jardim Goiás, criou quatro versões autorais do clássico italiano, com Campari, gim e vermute. Em uma delas, o ingrediente especial é a formiga da amazônica.

O drink nomeado “Brasiliano” é uma releitura que ressalta elementos e sabores brasileiros, com notas de cupuaçu. Já as formigas proporcionam uma explosão cítrica.  O responsável pela receita do bar de Goiânia é o bartender e mixologista Benício Calaça. Segundo o estabelecimento, a ideia é  estimular o consumidor a provar e descobrir os diversos sabores e possibilidades que esse drink é capaz de proporcionar.

Benício recentemente foi um dos 5 finalistas da Campari Bartender Competition, competição promovida pela marca de bebidas, que teve mais de 300 inscritos. As outras criações disponíveis na Negroni Week não foram divulgadas pelo Zimbro Bar, mas já se sabe que a versão clássica, obviamente, estará disponível, bem como o envelhecido em amburana (barril de madeira utilizado para envelhecer destilados).

Mais do que uma celebração ao drink clássico,  segundo informações do Diretor de Marketing da Campari, André Campos, ao longo dos nove anos da Negroni Week, a marca mobilizou mais de US$3 milhões de dólares (cerca de R$ 15 milhões, levando-se em conta a cotação atual) em 70 países. O dinheiro foi destinado a  instituições filantrópicas.

Conheça a história do drink Negroni

Segundo a Drinks International, o Negroni está listado pelo 7º ano consecutivo como o 2º coquetel clássico mais vendido do mundo. A receita, segundo a Campari, teria surgido em 1919, em Florença, na Itália, quando o conde Camillo Negroni pediu um coquetel Americano, mas pediu para substituir o refrigerante por gim. Ao que tudo indica, o pedido ocorreu porque em sua última viagem a Londres, o gim era a bebida do momento. Foi o barman quem acrescentou um enfeite de laranja, em vez da rodela de limão do Americano.

Depois disso, o drink foi se popularizando na Itália, como “Americano do conde Negroni” ou “Americano com toque de gim”. Assim, a receita original tem  partes iguais de Campari, vermute vermelho e London Dry Gin.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online