26/09/2021

Gustavo Mendanha diz que desfiliação do MDB deve acontecer nesta semana

"Só vou definir a nova filiação partidária após ouvir todos que desejam construir um projeto de governo inovador, moderno e alternativo ao atual governo estadual", disse.

Como já era esperado, a desfiliação de Gustavo Mendanha do MDB deve acontecer ainda nesta semana. O anúncio foi feito pelo político nas redes sociais, após evento que consagrou a aliança do partido com o governador Ronaldo Caiado (DEM). Na ocasião, Daniel Vilela foi anunciado como pré-candidato a vice-governador.

Desde o início das conversas sobre uma possível aliança, Mendanha se manteve contrário à decisão. O político afirma que ainda não há definição sobre qual será sua nova filiação, mas a decisão será tomada após ouvir projetos partidários que faça oposição ao atual governo.

“Esclareço que ainda não me desfiliei do MDB, o que deve ocorrer, infelizmente, na próxima semana, e só vou definir a nova filiação partidária após ouvir todos que desejam construir um projeto de governo inovador, moderno e alternativo ao atual governo estadual.”, escreveu. 

Neste domingo (26/9), Mendanha participou de um encontro deputados, prefeitos, vereadores, ex-prefeitos e outras lideranças das cidades de Porangatu, Murilândia, Uruaçu, Bonópolis, Minaçu, Novo Planalto, Uirapuru, Montividiu do Norte, Novo Mundo, São Miguel do Araguaia, Amaralina, Goianésia e Mutunópolis.

Eleições 2022: MDB fecha aliança com Caiado

Na última sexta-feira (26/9), o MDB confirmou a aliança com o governador Ronaldo Caiado (DEM). Durante o evento, Caiado anunciou que Daniel Vilela será candidato a vice-governador em sua chapa nas eleições de 2022. Antes do evento não havia uma manifestação pública sobre a candidatura de Daniel a vice-governador nas eleições do próximo ano.

Na ocasião, o deputado estadual Bruno Peixoto disse que Gustavo Mendanha é ingrato. “Tenho certeza que Iris e Maguito Vilela estão alegres neste dia. Não temos como orientador o Marconi, do PSDB. Aquele de Aparecida, o orientador dele é o PSDB. Ele é ingrato. Não está honrando Daniel. Ele diz que é irmão político do Daniel. Se fosse irmão político, estaria aqui”.

Entretanto, Mendanha afirma que não existe nenhuma articulação do PSDB, partido do ex-governador Marconi Perillo, para sua candidatura. Sua alternativa é buscar um partido com projetos de centro.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online