17/10/2021

Corpos de vítimas de naufrágio chegam em Rio Verde para velório

Embarcação levava turistas pelo Rio Paraguai e naufragou após uma ventania. Uma vítima ainda segue desaparecida.

Na manhã deste domingo (17/10), chegaram os corpos de quatro das cinco vítimas fatais de Rio Verde que morreram no naufrágio no Rio Paraguai, no Mato Grosso do Sul (MS). O corpo do quinto goiano ainda não foi localizado pelas equipes de buscas.

A embarcação estava com 21 pessoas, sendo 12 delas turistas de Rio Verde, no sudoeste de Goiás. Somente 14 pessoas conseguiram se salvar e sete morreram. Apenas seis corpos foram localizados.

O velório deve ser realizado de forma coletiva, na Loja Maçônica Estrela Rioverdense. A tragédia causou causou grande comoção. Cerca de 200 pessoas acompanharam a chegada dos corpos no aeroporto.

As vítimas fatais foram identificadas como Thiago Souza Gomes, de 18 anos; Fernando Gomes de Oliveira, de 49 anos, pai de Thiago; Olímpio Alves de Souza, de 71 anos; Geraldo Alves de Souza, de 78 anos, irmão de Olímpio, sogro de Fernando Gomes e avô de Thiago; Vitor Celestino Francelino, de 64 anos, comandante da embarcação; e Mauro Rodrigues Canavarro, de 49 anos, auxiliar de convés. A outra vítima fatal é Fernandes Rodrigues Leão, que ainda não foi encontrado.

No momento do acidente, os ventos na região chegaram a atingir mais de 45 quilômetros por hora. Um dos sobreviventes, de 51 anos, informou à polícia que eles faziam um churrasco na área de cima do barco quando a embarcação virou.

Caiado manifesta pesar pela morte de sete pessoas durante naufrágio, no Pantanal; veja nota na íntegra

Estamos todos muito consternados diante desta grande tragédia que vitimou sete pessoas durante naufrágio no Pantanal, nas proximidades do Porto Geral de Corumbá, no Mato Grosso do Sul (MS), na sexta-feira (15/10).

A embarcação levava turistas pelo Rio Paraguai e naufragou após uma ventania. Entre os mortos, cinco eram goianos, moradores de Rio Verde. E quatro deles faziam parte da mesma família. É impossível mensurar a dor dessa perda.

Lamento profundamente a morte precoce do ex-vereador e ex-presidente do Sindicato Rural de Rio Verde, Geraldo Alves de Sousa; do seu irmão, Olímpio Alves de Sousa; do genro, Fernando Gomes de Oliveira; do neto do ex-vereador, Thiago Souza Gomes; do amigo Fernando Rodrigues Leão e de Vitor Celestino Francelino.

Geraldo Alves de Sousa, também conhecido como Geraldo Bilú, foi membro da Loja Maçônica Estrela Rio-Verdense e teve grande contribuição para o desenvolvimento do município.

À população de Rio Verde, aos familiares e amigos que sofrem com essa triste notícia, eu e minha esposa, Gracinha Caiado, deixamos nossa solidariedade e sentimentos. Oramos a Deus para que, em sua infinita bondade, possa confortar o coração de cada um de vocês.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online