14/11/2021

Estádios da capital têm liberação de 100% do público decretada

Para adentrar aos estádios é necessário documento que comprove a vacinação completa ou exame PCR negativo para Covid-19.

Foi publicado no Diário Oficial do Município de Goiânia a liberação de 100% do público nos estádios de futebol da capital. Para adentrar aos estádios, o torcedor deve apresentar, obrigatoriamente, documento que comprove a vacinação completa (duas doses ou dose única) ou exame PCR negativo para Covid-19.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a retomada do público total aconteceu por diversos indicadores, entre eles está a porcentagem atual referente aos vacinados na capital. “Goiânia tem avançado na vacinação da população e isso é muito positivo. Precisamos ampliar essa cobertura de vacinados para que possamos voltar às atividades de forma mais segura”, afirmou Luana Ribeiro, secretaria executiva da SMS.

Segundo informações divulgadas, mais de 80% da população está vacinada com a 1ª dose e aproximadamente 60% estão com o esquema vacinal completo. As aplicações de terceira dose também estão acontecendo no município, juntamente com a antecipação das aplicações da segunda dose das vacinas da Pfizer e Astrazeneca, de 12 para 8 semanas.

Nota-se que as vacinas estão mais acessíveis à população e os goianos podem ser vacinados sem a necessidade de agendamento prévio, em qualquer um dos 64 postos de vacinação contra a Covid-19 espalhados pela capital.

Em relação aos estádios de futebol, a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia informou que as partidas “teste”, feitas anteriormente” trouxeram, no geral, resultados positivos, desta forma “todos os pedidos de correções necessárias foram enviados aos clubes, que foram adequando os locais de jogos com, por exemplo, a instalação de dispenser de álcool disponível a todos”, informou Luana Ribeiro.

A secretária executiva acrescenta também que a baixa ocupação dos leitos de destinados a covid-19, na capital, possibilitou a ampliação do número de pessoas nas partidas. Bem como a ampliação da testagem e baixo número de casos confirmados da doença, trazendo assim mais segurança à SMS quanto a decisão.

Via Dia Online 
Imagens Dia Online